Violência doméstica em campanha pelo mundo

 

O dia 25 Novembro assinala o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres.
Várias associações de apoio às vítimas de violência doméstica celebram este dia pelo mundo
com campanhas de sensibilização para combater este que é um dos problemas mais graves da
sociedade. Reuno aqui 5 exemplos de ações que chamam a atenção para aspectos específicos
mas todas com um mesmo propósito: dizer NÃO à violência doméstica  contra as mulheres.

 

As vítimas «passivas» da violência doméstica

Uma campanha que me chamou particularmente à atenção foi a “Support A Friend” no Reino Unido, dinamizada pela associação contra a violência doméstica Refuge e a marca de produtos de beleza Avon (saber mais). “Support A Friend” é uma campanha que se diferencia das habituais campanhas porque põe o destaque nas vítimas «passivas» da violência doméstica, mostrando que as vítimas da violência doméstica não são só as pessoas que sofrem fisicamente os maus tratos mas também os amigos e os familiares das reais vítimas. Para além disso, é uma campanha bastante interativa apoiada em nove vídeos no YouTube; oito deles colocam uma questão no final e a resposta que dermos conduz-nos a outro dos vídeos (como podem ver pelo vídeo abaixo), sendo que o nono (e último) vídeo leva as pessoas para o website da campanha.

 

 

O monstro não está só debaixo da nossa cama

Também em Portugal, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) desenvolveu uma campanha criativa (considerada uma das 15 melhores campanhas no concurso internacional Create 4 the UN – “SAY NO to Violence Against Women” promovido pela ONU). As imagens veículadas nesta campanha implicam uma reflexão sobre os contrastes existentes nesta problemática; a campanha inclui retratos de mulheres que apresentam marcas de violência doméstica, mulheres estas que estão vestidas de noiva, como se fosse o dia do seu casamento. A frase «Até que a morte nos separe» remete para a existência de um crescente número de mulheres vítimas de violência doméstica que são assassinadas pelos seus maridos ou companheiros conjugais.

A campanha contou com anúncios de imprensa, mupis e o lançamento do novo site sobre violência doméstica (www.apav.pt/vd), sendo complementada numa segunda fase com um spot de rádio e de televisão.

 

 

Às vezes temos mesmo de «meter a colher»

Depois uma campanha que nos chega da Nova Zelândia: “It’s not OK” (saber mais). Esta campanha está apostada em mudar a dinâmica das comunidades, fazendo ver que qualquer pessoa pode fazer algo para ajudar se desconfiarem de algum acto de violência no seio familiar. O anúncio para a televisão de uma das suas campanhas encoraja mesmo as pessoas a tomarem uma atitude se souberem de alguma situação de violência doméstica no seio familiar:

 

 

O momento em que temos de marcar uma posição

Outra campanha que sensibiliza para a violência contra as mulheres tem a assinatura da organização australiana White Ribbon. A White Ribbon acredita na capacidade de cada pessoa para mudar e de encorajar outros a mudar, afirmando não devemos ter medo de denunciar estas situações porque “thousands of good people have got your back”. Numa tentativa de mudar as atitudes e os comportamentos que levam à violência contra as mulheres, lançou uma série de vídeos com situações típicas do dia-a-dia (no bar, em casa, no trabalho, ou até numa festa) em que as mulheres são «violentadas», como podem ver pelo vídeo abaixo:

 

 

A violência «camuflada» pela própria vítima

Acabo com uma das campanhas que mais me sensibilizou nos últimos tempos: “Lauren Luke – Don’t cover it up campaign”. Pertence à organização Refuge (Reino Unido) e alerta para o facto de a maioria das mulheres esconderem que são vítimas de violência doméstica, mostrando como as mulheres escondem as marcas físicas da violência. A mulher que aparece no vídeo abaixo é apenas uma atriz mas representa a realidade de muitas mulheres por esse mundo fora:

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s